Que me Segue?

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Sobre paixão...

Boa noite amores...

Estive pensando muito em que escrever para vocês, muitas idéias me surgiram durante o tempo que eu fiquei pensando (e foi muito tempo mesmo), mas nenhuma eu julguei ser boa o suficiente. Pensei até em escrever sobre cabelos, risos... Juro! Como os cabelos são rebeldes e possuem personalidade própria... Ainda não descartei esta idéia, é claro, risos... Este é um problema que aflige milhares de mulheres como eu e você (talvez, se você for mulher é claro...)

Enfim, indo direto ao assunto, no post de hoje eu quero falar sobre a paixão.

Sim, a paixão. Este sentimento que nem sempre é o melhor dos sentimentos.

Muitas historias românticas famosas tratam deste assunto, Romeu e Julieta, Edward e Bella por exemplo, mas todas elas tratam o amor como um sentimento triste, que quase sempre acabam em coração partido ou morte (de vez em quando um "Felizes para Sempre", mas isso nem sempre é garantia). É claro que a maioria de nós choramos incontrolavelmente, desejamos até o fundo da nossa alma um tipo de amor devastador e lindo, que é como os filmes pintam (sim, eu também sonho com um príncipe encantado que venha me salvar da minha vida entediante, e ele tem que ter um cavalo branco, é claro.). Mas o que nos faz desejar este tipo de amor? O que torna esse amor tão atraente para nós mulheres? E eu nem estou falando dos homens lindos que esses tipos de filme trazem em?! risos

Primeiramente devo dizer que a paixão é um subtipo do amor. É uma formula muito concentrada de amor, que possui, como efeito colateral, a cegueira temporária, dores no coração, entre outros sintomas. Em seu significado literal, Paixão quer dizer sofrer ou suportar uma situação difícil. E com esse significado poderíamos imaginar que até assim ainda era um sentimento bom, pois contem em seu significado a palavra SUPORTAR. Ora, quem suporta alguma coisa tem força, e quem tem força é sempre o vitorioso. Logo, quem suporta alguma situação difícil é um vitorioso?!
Não tenho como discordar desta lógica, é claro, mas quando se trata de amor, especificamente, eu sou obrigada a discordar.

Suportar remete a palavra sofrimento, e se pensarmos bem, quando pensamos em paixão (em seu modo cego), pensamos em sofrimento. Usando um exemplo diferente, quem tem paixão pela musica, mas aquela paixão "apaixonada" meesmo, larga tudo o que tem por causa da musica, inclusive a vida social. (Se você for musico de paixão e tiver vida social saudavel, pode me dizer). Assim é com a paixão romântica, quando estamos apaixonados largamos tudo pelo objeto da paixão.

Julgo este tipo de amor, muito prejudicial. É este tipo de amor, ciumento e obsessivo, que resulta em situações chatas no final das contas. Eu falei em filmes, mas quantas vezes não vemos em noticiários (nos "Datenas" da vida) que fulano matou sicrano por que não aceitava o término do relacionamento. Essa situação chata tem acontecido com tanta freqüência que, eu juro, quando passa eu nem ligo mais. Por que as pessoas fazem isso? Talvez a influencia dos filmes "românticos de chorar", talvez algum distúrbio mental. Não sei. O fato é que isso me parece muito errado.

Então venho com mais uma pergunta. Por que temos que sofrer quando amamos? Sim, por que a formula do amor parece ser muito simples não é mesmo? Uma pessoa se identifica com a outra e se o sentimento for recíproco, Voila! O amor surge. Mas o que vejo não é isso... (E eu posso dizer isso por que eu sou assim)...

Assim, partindo do principio de que o amor é sim racional, me pergunto: Por que nos permitimos sofrer por amor? É simples! Amiga e amigo que estiver lendo isso agora, não me condene, mas NÓS GOSTAMOS DE SOFRER! É isso ai! Somos masoquistas a ponto de torturar a própria alma com o amor super concentrado. É isso. Fazemos isso pelo simples prazer em sofrer. Aliás, qual seria a outra explicação racional para isso? Não me venha falar em esperança, por que esperança é um sentimento gerado pela paixão.

Enfim. Shakespare que me perdoe (e ele deve estar se revirando no túmulo essa hora) mas sofrer por amor não está com nada. Pensem apenas no quanto perdemos estando cega por alguém? E o resto do mundo onde fica?

Sem mais...
Bejinhoss
Anne Luka@@

4 comentários:

Anônimo disse...

adorei este texto...
apesar de ser tudo verdade a gente segue com essa incrível mania de acreditar no amor ... ki bom!!! rs
T.A.

Lelê disse...

Acho que a culpa é que lemos muito livros de faz de conta... cinderelaaa.... e outras tantas melosas historinhas que nos faz sonhar com um principe e bla blá!! Mas acho que até que tem utilidade a literatura! Já que nos faz buscar por um happy end em nossas vidas!

Adorei a receitinha do outro post!! Uhm!! Tá me saindo uma doceira e tanto hein!! rs
Obrigada pelo comentário no meu blog!! Graças a sua força ele tá lá firme e forte!! rs Já sabe´né? Quando quiser curtir uma praiana por aqui me dá um toque hein!! rs
Bjossss!!! Vc é uma óoootima garota!! mil bjuss pra vc!!
http://magaridasnomeujardim.blogspot.com/

Rodrigo Forasta disse...

nao digo q p amor é prejudicial acho q só traz coisas boas, mesmo nos deixando bobos e achando q a pessoa amada é a coisa mais importante do mundo, q nao deixa de ser uma verdade, qndo estamos apaixonados deixamos e paixao nos quiar ai fazemos coisas q depois pensamos bem (não é arrependimento) e é isso mesmo...a paixao é paixao. "Saudade é o AMOR q fica..."
bem legal o blog anne ja relacionei o seu blog no meu, de uma olhadadinhaaaaa
http://blogdoforasta.wordpress.com/

Guto Angélico disse...

Parabens Anne! Adorei! Beijos e tricotei!

Meus livros favoritos!